17 de Junho de 2013 - 11h00

Gomes vence a primeira

Dono do carro #80 dominou a corrida do início ao fim
Gomes vence a primeira Fernanda Freixosa / Vicar
A corrida que marcou a metade da temporada 2013 foi disputada neste domingo (16/06), no Autódromo Zilmar Beux em Cascavel (PR). Marcada pelo piso molhado e pela chuva, a prova teve vitória do pole position Marcos Gomes, que se aproveitou da largada feita com o safety car na pista e manteve a liderança durante toda a corrida para vencer pela primeira vez na temporada. O pódio foi completado por dois paranaenses: Julio Campos, que pela segunda vez consecutiva fecha a prova de Cascavel na segunda posição.

“Tudo fica muito mais fácil quando se tem o melhor carro da pista, desde ontem. Com o piso molhado o carro se comportava de uma forma realmente espetacular. Estava confiante e sabia que, se não cometesse erros, dificilmente seria ultrapassado por alguém. Foi isso o que aconteceu. Conseguíamos abrir vantagem em cada largada, mas o safety car embolava tudo”, afirmou Gomes.
 
“O que mais sofri foi comigo mesmo, com medo de dar alguma coisa errada, como deu nos últimos tempos. Em 2011, estava liderando cinco corridas, quando tive problemas que me tiraram a vitória. Graças a Deus agora deu tudo certo”, acrescentou o vencedor.

As primeiras posições foram mantidas até a volta 18, quando Felipe Lapenna rodou e ficou em uma posição perigosa, causando a primeira entrada do safety car. Após a relargada os pilotos entraram para o pit stop obrigatório. Julio Campos ganhou a posição de Diego Nunes e assumiu o terceiro posto.
 
Restando cinco minutos para o final, Luciano Burti, Nonô Figueiredo e Lico Kaesemodel se tocaram e foram para a grama. Nova entrada do safety car. Na relargada Julio Campos assumiu o terceiro posto ao ultrapassar Ricardo Sperafico, que retomou a posição na volta seguinte. Nos últimos minutos Daniel Serra, que fazia uma bela corrida de recuperação, disputava a quarta posição com Diego Nunes, mas acabou batendo na reta dos boxes. Após o incidente a prova foi encerrada em bandeira vermelha.

“Persigo essa vitória desde 2010. Tive várias oportunidades, mas estava muito difícil vencer. Em Brasília tive uma punição, por erro meu, e tudo isso estava entalado. Isso me prejudicou em Brasília. Cometi alguns erros por estar nervoso, mas essa vitória vem para isso, para limpar toda essa falta de sorte que vinha acontecendo comigo”, finalizou Marquinhos.

Após o final da prova os comissários desportivos excluíram da prova os pilotos Allam Khodair, Popó Bueno e Duda Pamplona, por realizarem a parada nos boxes fora da janela de pit stop.
Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x