15 de Dezembro de 2013 - 16h09

Zonta é o novo milionário da Stock Car

Corrida garantiu o bicampeonato para Ricardo Maurício
Zonta é o novo milionário da Stock Car Fernanda Freixosa / Vicar
Ricardo Zonta é o novo milionário da Stock Car. O piloto da BMC Racing venceu a Corrida do Milhão neste domingo (25/12), em Interlagos e conquistou sua primeira vitória na Stock Car, justamente na etapa mais importante do calendário. A segunda posição ficou com Ricardo Maurício, que conquistou seu segundo título no Circuito Nova Schin Stock Car. Cacá Bueno completou o pódio.
 
"Primeiro eu quero agradecer a Deus. Essa vitória chegou em uma hora muito importante da minha carreira. Vários anos eu estou dentro da Stock Car e várias vezes eu cheguei perto de ganhar uma corrida. Em 2009, na primeira etapa aqui em São Paulo, venci a corrida, mas meu capô voou, como vários naquele dia, e acabei punido. Mas agora é hora de valorizar este momento, valorizar todo o grande trabalho que nossa equipe fez desde a minha chegada a Stock Car, em 2008. Fomos evoluindo aos poucos e este ano alcançando uma constância nos resultados, brigando pela quarta posição entre as equipes. Então isso significa muito para a minha equipe”, comentou o dono do carro #10.
 
Logo na largada, bem conservadora em relação a outras da temporada, Thiago Camilo, que liderava o campeonato, pulou uma posição e assumiu o segundo posto que era de Ricardo Zonta. Esse lugar dava o título a ele, que liderava a categoria na classificação geral. A situação melhorou para Camilo quando Daniel Serra escapou da pista depois que o acelerador travou, bateu, mas ainda conseguiu voltar aos boxes onde abandonou a corrida.
 
Com isso, somente três continuavam com chances matemáticas de chegar ao título. Ricardinho era o quarto e entre eles estava Zonta, que assumiu a ponta na parada para reabastecimento e troca de pneus. Camilo se manteve em segundo e, mesmo com Maurício em terceiro, ainda conquistaria seu primeiro título no Circuito Nova Schin Stock Car.
 
Quando faltavam poucas voltas para o final Thiago passou a atacar Zonta e, a quatro giros de receber a bandeirada, teve problemas no câmbio, perdeu a primeira, segunda e terceira marchas e caiu de primeiro, pois na volta 27 assumiu a ponta e na seguinte teve o problema no carro, para a sexta colocação. Zonta recuperou a liderança na mesma passagem e se manteve até o final para conquistar sua primeira vitória no Circuito Nova Schin Stock Car.
 
O suado resultado tirou um peso das costas do ex-piloto de Fórmula 1 e que também é dono da equipe que corre. Em 2009, no mesmo Autódromo de Interlagos, Ricardo Zonta cruzou a linha de chegada em primeiro, mas como o capô do seu carro tinha se soltado e voado algumas voltas atrás, o que levou à desclassificação com a consequente vitória de Paulo Salustiano.
 
"Fiz uma largada conservadora. Vi que os dois carros da frente começaram a abrir vantagem, mas pensei em economizar os pushs, cuidando do Ricardo Maurício que estava atrás. Essa foi a chave da vitória. E no final mesmo tendo os pneus bem desgastados, eu ainda tinha dois pushs nas últimas três voltas. Então tratei de administrar o resultado enquanto Ricardinho e Cacá brigavam atrás de mim. Foi uma estratégia perfeita e eu tenho que agradecer a minha equipe”, finalizou Zonta.
 
Veja como terminou a corrida:
1. Ricardo Zonta (BMC Racing) – 30 voltas em 51min46s059
2. Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 0.707
3. Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 1.536
4. Allam Khodair (Vogel Motorsport) – a 1.688
5. Max Wilson (Eurofarma RC) – a 4.458
6. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 4.698
7. Luciano Burti (Boettger Competições) – a 15.715
8. Rubens Barrichello (Full Time Competições) – a 18.782
9. Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing) – a 18.797
10. Valdeno Brito (Shell Racing) – a 23.636
11. Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing) – a 24.813*
12. Ricardo Sperafico (Officer ProGP) – a 26.104
13. Lico Kaesemodel (Boettger Competições) – a 31.111
14. Denis Navarro (Voxx Racing Team) – a 32.645
15. Bruno Senna (Shell Racing) – a 35.056
16. Felipe Lapenna (Hanier Racing) – a 36.910
17. Duda Pamplona (Officer ProGP) – a 39.693
18. Rafa Matos (Hot Car Competições) – a 46.148
19. Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing) – a 55.653
20. Fabio Fogaça (Vogel Motorsport) – a 1:09.534
21. Alceu Feldmann (Full Time Competições) – a 1:10.688
22. Popó Bueno (Shell Racing) – a 1:13.137
23. Lucas Foresti (RC3 Bassani) – a 1:15.752
24. David Muffato (Carlos Alves Competições) – a 1:19.347
25. Rodrigo Pimenta (Gramacho Competições) – a 1:24.602
26. Vitor Genz (Gramacho Competições) – a 1:37.893
27. Beto Cavaleiro (Hanier Racing) – a 3 voltas
28. Tuka Rocha (BMC Racing) – a 3 voltas
Não completaram 75% da prova:
29. Marcos Gomes (Carlos Alves Competições) – a 10 voltas
30. Diego Nunes (RC3 Bassani) – a 10 voltas
31. Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 10 votlas
32. Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 22 voltas
33. Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – a 25 voltas
34. Wellington Justino (Hot Car Competições) –a 27 voltas
35. Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) – a 29 voltas
*Punido em 20 segundos por atitude anti desportiva contra Sérgio Jimenez
Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x