26 de Setembro de 2014 - 17h21

Mobil Super Racing top 10

Átila foi 3º e Nonô foi 10º
Mobil Super Racing top 10 Fernanda Freixosa/Vicar

O traçado desafiador do Autódromo de Santa Cruz do Sul (RS) recebe pela segunda vez em 2014 os carros da principal categoria automobilística do Brasil. Os pilotos da equipe Mobil Super Racing foram para pista e ficaram entre os dez mais rápidos no primeiro treino livre. O atual líder da Stock Car, Átila Abreu, foi o único do primeiro grupo com menos de 1m20s. Ele fez 1m19s892 e ficou com o 3º melhor tempo. Já Nonô Figueiredo fechou o Top 10 com o tempo de 1m20s185. O mais rápido do dia foi Allam Khodair com 1m19s602.

O piloto Átila Abreu não ficou impressionado com o bom tempo deste primeiro treino e mira a melhoria do carro para lutar pela pole. "O tempo ficou bem próximo ao que já fizemos aqui (em abril, na segunda etapa), ou seja, ainda dá para evoluir. O carro que começamos não estava muito bom, fizemos algumas mudanças que já estavam planejadas e ele melhorou bastante e agora vamos procurar esse ajuste fino. A pista aqui em Santa Cruz do Sul é muito legal de guiar. Tem curvas de alta, de baixa, você fica muito tempo querendo acelerar e tem que esperar pelo momento certo. É uma pista bem seletiva. Aqui é praticamente impossível ter um carro bom para todas as curvas. De qualquer forma foi um bom inicio de trabalho e agora vou analisar todos os gráficos e procurar evoluir", comentou o dono do Carro #51.

Sobre a pressão de ser líder, Átila diz não se abalar. "A pressão é você que coloca. Eu acho que se o seu objetivo está claro, e o nosso é ganhar o campeonato, você não pode sentir. A pressão tem que ser dos adversários que precisam descontar essa pontuação. O Campeonato é muito equilibrado, todo mundo está próximo. Então quero me manter na frente e bem, porque com a pontuação dobrada em Curitiba, tudo pode acontecer", finalizou o sorocabano.

Já para Nonô Figueiredo, atual recordista de largadas da categoria no grid, o tempo não é determinante neste primeiro treino, mas sim a confiança que o carro passa. "Foi um bom começo de trabalho, muito mais pelo comportamento do carro, pela sensação que temos dele, do que propriamente pelo tempo. Nem sempre o tempo desses treinos refletem o potencial do carro. A estratégia é sempre ser o mais rápido possível na classificação e estar entre os 10 do Q2. Aqui em Santa Cruz do Sul a tração é muito importante. A curva de baixa demanda muita tração e se você não tiver, perde muito tempo", finalizou Nonô.

O treino classificatório acontece amanhã, sábado, às 14h00 e tem transmissão da Sportv.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x