2 de Novembro de 2014 - 19h14

Pilotos da Mobil Super Racing

Salvam pontos em Tarumã
Pilotos da Mobil Super Racing Duda Bairros/Vicar

A chuva, que engrenou na noite do sábado (01/11), permaneceu hoje e provocou acidentes no Campeonato Brasileiro de Turismo, no autódromo de Tarumã, em Viamão (RS). Diante das circunstâncias, a organização do Circuito Schin Stock Car retardou o início das provas, o que só aconteceu por volta das 16h10. As duas etapas foram iniciadas com o safety car, tendo bandeira verde logo em seguida. Na primeira, Átila Abreu (#51) teve bom início, mas com a instabilidade do carro, acabou não pontuando. Nonô Figueiredo (#11) também não conseguiu conquistar posições. A segunda prova foi diferente, os dois escalaram o pelotão e somaram pontos, com Átila em sétimo e Nonô em décimo. Júlio Campos (#4) faturou a primeira e Antonio Pizzonia (#1), a segunda. Rubens Barrichello (#111) assumiu a liderança do campeonato, com 170 pontos, seguido de Thiago Camilo (#21), com 161,5, e Átila Abreu, que somou 155,5.

Átila se mostrou confiante mas reconhece as dificuldades enfrentadas em Tarumã. "Fim de semana complicado como um todo, desde esperar pela prova até o resultado dentro da pista. A decisão de ter a corrida foi certa, a condição era boa, a chuva deu uma trégua. Sobre a corrida, começamos bem, ultrapassei o Rubinho no começo, mas o carro foi ficando muito traseiro. Acho que demoramos a colocar o pneu slick, mas na condição de líder do campeonato, escolhemos ser um pouco mais conservador. Acabamos fazendo uma ótima recuperação na segunda corrida, e estamos totalmente na briga pelo campeonato. Salvador é uma pista de rua, que geralmente ando bem. Agora quem errar menos mais levar o título, é levantar a cabeça e voltar preparado para reverter esta situação. Vamos em busca do título", disse o dono do carro #51.

Nonô destacou a decisão da organização e dos comissários, apesar dos acidentes da categoria de entrada. "A espera foi acertada, em decisão tomada em relação à Stock Car. Já tínhamos o exemplo do Campeonato Brasileiro de Turismo, onde a decisão de iniciar a prova foi equivocada. Quanto à corrida, na primeira bateria vim recuperando algumas posições, mas quando voltei do pit stop para troca de pneus, fiquei encaixotado num pelotão que não me deixou evoluir a condição de pneu daquele momento. Na segunda etapa, vim andando bem, mas tomei um toque e caí para último. O carro estava se comportando bem e vim buscando posições. Fiz algumas ultrapassagens, e o Ricardo Maurício (#90) acabou abandonando após nos tocarmos, o que é uma pena. Consegui somar alguns pontos, chegando em décimo. Foi o melhor que pude fazer", comentou o Figueiredo.

No final da etapa, Átila Abreu juntou a equipe Mobil Super Racing e agradeceu o trabalho de todos. "Mesmo com um resultado que não foi dos melhores, vocês trabalharam muito bem. Estamos na briga e o título depende do nosso esforço. Estou confiante e conto com vocês", afirmou o sorocabano.

Piloto de motocross patrocinado pela Mobil, Enzo Lopes, de apenas 15 anos, esteve no box da equipe. O garoto faturou o Arena Cross e o Campeonato Brasileiro de Motocross em 2014. Enzo vem treinando para trocar definitivamente de categoria, subindo para a MX2, com motos de 250cv.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x