27 de Agosto de 2015 - 10h08

A pista mais desafiadora

Opinião é dos pilotos da categoria, como a dupla da Shell Racing, Valdeno Brito (vencedor da etapa de reinauguração da pista, em 2012) e Ricardo Zonta, que também já correu de F-3 nesta pista, onde venceu em 1995
A pista mais desafiadora Fernanda Freixosa/Vicar

Depois da Corrida do Milhão, o Circuito Schin Stock Car volta ao formato de rodada dupla neste final de semana justamente na pista que é considerada pelos pilotos a mais desafiadora do ano: Cascavel. O circuito paranaense tem média horária próxima dos 180 km/h e curvas de alta velocidade, como a do Bacião, em que os carros fazem seu contorno a quase 200 km/h.

O traçado é um dos favoritos da dupla da Shell Racing, Valdeno Brito e Ricardo Zonta. Além do desenho bastante técnico e que exige coragem dos pilotos, os dois têm motivos de sobra para lembrar com carinho desta pista. Valdeno venceu a corrida de reinauguração de Cascavel em 2012, em seu primeiro ano com a Shell Racing. E Zonta tem memórias de vitória até da F-3 Sul-Americana, ao receber a bandeirada em primeiro lugar na corrida de 1995 - ano que conquistou o título da categoria de base antes de chegar à F-1.

"Venci em Cascavel em 2012, numa prova que marcou a reinauguração do autódromo que estava 20 anos sem receber a Stock Car e que também marcava o primeiro ano da Shell Racing na categoria. Lembro que também fiz a volta mais rápida da prova, então com certeza foi uma corrida que me marcou bastante. A pista é do jeito que os pilotos gostam, com curvas de alta e bem desafiadora", diz Valdeno.

Zonta também destaca a pista de Cascavel como uma de suas favoritas. "A gente diz que é uma pista 'das antigas', ou seja, que exige bastante técnica, coragem e perícia dos pilotos. Tem semelhanças com o circuito de Tarumã, também com alta média horária e com público fanático por automobilismo. É ótimo correr em pistas assim", diz Zonta, que faz em 2015 seu primeiro ano com a equipe Shell Racing.

No ano passado, o time foi o recordista de pontos na rodada dupla de Cascavel, com 43 pontos conquistados e pódio para Valdeno, como destaca Rodolpho Mattheis, chefe de equipe.

"Tivemos um ótimo rendimento no ano passado nesta pista, que teve 25 carros virando no mesmo segundo em um dos treinos, o que mostra a competitividade dos pilotos da Stock Car, principalmente em uma pista curta como é a de Cascavel (3.058 metros). Em relação à estratégia, voltaremos a ter a rodada dupla, o que deve criar uma dinâmica diferente da Corrida do Milhão. O consumo de combustível e de pneus costuma ser mais alto do que a média nesta pista", explica Mattheis.

A programação da Stock Car em Cascavel terá início na sexta-feira com o primeiro treino livre. O classificatório será no sábado às 12h e terá transmissão ao vivo do Sportv, assim como a rodada dupla, que tem início previsto para às 13h10 no domingo.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x