25 de Maio de 2016 - 08h13

Os ‘artilheiros’ de Goiânia

Nove dos 28 pilotos do grid marcaram pontos nas duas corridas do último domingo na capital goiana, mas a vitória ainda prova seu valor para quem quer buscar o título
Os ‘artilheiros’ de Goiânia Duda Bairros/Vicar

As variáveis são enormes: posição de largada, situação de prova nas primeiras voltas, quem escolheu parar no começo, quais são as chances de um top-3, entre outras. Portanto, decidir uma estratégia para as rodadas duplas da Stock Car, daqui para frente, não será tarefa das mais fáceis. Galid Osman, vencedor da segunda bateria, chegou a revelar que sua reunião com a Ipiranga-RCM durou mais de uma hora no desenho da tática. Geralmente, tem sido esta a regra. O trabalho não termina após a classificação, e pilotos ficam um bom tempo reunidos com seus engenheiros e chefes de equipe.

Claro que o objetivo principal é somar o máximo possível de pontos. Isso pode ser alcançado vencendo ou atingindo um top-3 ou top-5 na primeira corrida, que é a que dá a maior quantidade de pontos; ou somar um número substancial na segunda fazendo um top-5 para tentar somar algo parecido na corrida 2.

Foi o que fizeram os nove pilotos que pontuaram nas duas provas: Felipe Fraga, Rubens Barrichello, Cacá Bueno, Diego Nunes, Denis Navarro, Ricardo Zonta, Thiago Camilo, Galid Osman e Bia Figueiredo.

Se a chance de vencer a corrida mais longa existe, não há razão para fazer uma parada. Assim, mesmo pontuando só na primeira, Marcos Gomes foi o piloto que mais somou em Goiânia. Os 30 pontos da vitória o colocaram como o “artilheiro” da etapa. Depois dele vieram Osman, Fraga, Barrichello e Ricardo Maurício – todos somando 25. Só Maurício, segundo colocado na primeira prova, não pontuou na segunda. Valdeno, terceiro na corrida inicial, somou só os 22 ao ir para o pódio, enquanto Thiago Camilo foi consistente ao somar 11 pontos e depois dez para sair da capital goiana com 21.

Max Wilson, que arriscou na recuperação ao largar da 28ª posição para terminar em quarto, foi o quinto maior pontuador com 20 pontos. Vitor Genz e Ricardo Zonta fizeram 19, enquanto Átila Abreu marcou 18. Felipe Guimarães com 17, Sérgio Jimenez com 16, Júlio Campos e Diego Nunes com 15, Rafael Suzuki com 14, Denis Navarro com 12, Cacá Bueno com 10, Allam Khodair (7), Bia Figueiredo e Guga Lima (6), Nestor Girolami (5), Popó Bueno (4) e Felipe Lapenna (2) foram os pilotos que marcaram pontos na etapa de Goiânia.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x