1 de Junho de 2016 - 16h49

Com maior autonomia de combustível, estratégia terá papel em Santa Cruz do Sul

Tanque de combustível dos carros da Stock Car será usado em sua capacidade máxima nesta etapa e cria pela quarta vez no ano uma nova dinâmica de estratégia, tornando provas ainda mais imprevisíveis
Com maior autonomia de combustível, estratégia terá papel em Santa Cruz do Sul Fernanda Freixosa/Vicar

A quarta etapa da Stock Car, que será disputada neste domingo em Santa Cruz do Sul (RS), será marcada pela quarta vez seguida por uma nova dinâmica de estratégia, como explica um dos líderes do campeonato, o piloto Átila Abreu, quinto colocado na tabela, com 47 pontos. Ao contrário da rodada passada, desta vez as equipes vão utilizar o tanque de combustível do carro em sua capacidade máxima (cerca de 110 litros), permitindo um novo e imprevisível jogo de xadrez na rodada dupla deste final de semana.

"Em Goiânia, os carros da Stock Car tinham dentro do tanque esferas que reduzem sua capacidade e autonomia, exigindo um pit stop bem mais longo. Agora, vamos poder largar com mais combustível e com certeza a dinâmica da corrida vai mudar bastante, permitindo estratégias ousadas e quem sabe até com um piloto brigando por boas posições nas duas corridas, algo que não aconteceu na rodada passada, por exemplo", explica Átila Abreu.

O sorocabano lembra que em Goiânia os pilotos que não abasteceram na primeira corrida acabaram obtendo bons resultados na prova maior e de maior pontuação - como ele, que foi o sexto colocado mesmo tendo largado em 17º. Só que, na prova 2, nenhum piloto que ficou entre os primeiros conseguiu marcar pontos, já que tiveram que fazer um pit stop. Logo, a prova curta foi dominada por quem já tinha feito o pit na etapa 1 - caso de seu companheiro de equipe Ricardo Zonta, que foi o quarto colocado.

"Como o histórico de safety car é alto em Santa Cruz do Sul, a estratégia vai desempenhar novamente um papel fundamental nesta pista, onde também o desgaste de pneus tem aumentado nos últimos anos", explica Rodolpho Mattheis, chefe da equipe Shell Racing.

O time vem de pole position e vitória no circuito gaúcho, após dominar a etapa de 2015. "É sempre importante ter um bom retrospecto e, com todos os treinos concentrados no sábado, sair com um bom ajuste da oficina ajuda bastante em uma etapa com programação menor de treinos", explica Rodolpho.

Átila está confiante em Santa Cruz do Sul, um de seus circuitos favoritos na temporada. "A cidade recebe muito bem a Stock Car e a pista é bastante técnica, com curvas velozes e com bastante aclive e declive, proporcionando um traçado único. Fizemos uma revisão intensa em meu carro na oficina e com algumas mudanças importantes acredito que vamos melhorar nosso desempenho sobretudo na classificação", diz o piloto do Chevrolet #51.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x