20 de Abril de 2017 - 12h14

Casagrande: “Não pode acontecer mais de zerar”

Piloto da Vogel Motorsport espera conquistar seus primeiros pontos em 2017 no circuito gaúcho
Casagrande: “Não pode acontecer mais de zerar” Foto: Fernanda Freixosa/Vicar

A etapa em Nova Santa Rita (RS), no autódromo do Velopark, é vista por Gabriel Casagrande como um renascimento, a chance de reverter o resultado negativo da etapa de abertura (foram dois abandonos) e também a recuperação no campeonato a tempo. Depois do Velopark teremos outras dez etapas e, como não teremos descartes, ficar no zero de novo pode ser muito prejudicial no fim do ano.

"Em Goiânia começamos muito bem mas parece que perdemos o equilíbrio do carro. Se fizermos como estávamos no início vai ser bom, tem que manter o foco. Eu perdi pontos importantes na primeira etapa já que ficaria em 5º lugar, seria muito bom pra mim começar dessa maneira, mas não deu. Agora vamos começar o campeonato com menos pontos que os concorrentes, e não pode mais acontecer de zerar", afirma o piloto.

Gabriel vai ao Velopark em uma condição diferente das suas últimas participações lá: ele não vai mais dividir sua atenção com os campeonatos que acompanham a Stock Car e vai poder focar somente na sua evolução com a equipe de Mauro Vogel. "Velopark é uma pista legal e bem curta, então qualquer milésimo é muito importante. O foco na Stock é algo que eu queria desde o ano passado e está sendo bem proveitoso, não estou me sentindo mais cansado no fim dos dias de treino e consigo me concentrar melhor pra fazer apenas uma categoria bem feita", completa Gabriel.

Venda de ticket

Compre já seu ingresso
para a próxima etapa!

Clique aqui e
garanta o seu.
x