Pilotos

Daniel Serra: um 4º lugar para conquistar título

Equipe Eurofarma é a única equipe a ter pilotos nos pódios em toda a temporada 2017 da Stock Car

A última etapa foi emocionante para a equipe Eurofarma com a conquista de mais dois pódios na temporada. Daniel Serra foi pole position, ganhou a primeira corrida e agora só precisa de um quarto lugar para conquistar o titulo inédito na carreira, o de campeão da Stock Car. “Vamos trabalhar, normalmente, em busca do melhor resultado. Esse é o nosso foco, até porque, em Interlagos a pontuação é dobrada e o campeonato ainda não acabou”, diz o líder.

Max Wilson também subiu no pódio ao conquistar o segundo lugar na prova 2. “O carro estava muito competitivo e somamos mais pontos para a equipe” diz. Com o resultado, a Eurofarma conquista outro feito, o de única equipe e colocar um ou dois pilotos no pódio em todas as etapas da temporada. “Construímos um trabalho muito sólido ao longo do ano, com um bom ajuste dos carros e uma sinergia muito boa entre pilotos e equipe”, explica Rosinei Campos, chefe da equipe.

Batizada de Goiânia 500, os motores dos carros da Stock Car passaram de 450 para 500 hp na penúltima etapa. A potência é a mesma utilizada nas etapas passadas quando o push to pass era acionado para as ultrapassagens. O ganho foi tão intenso, que desta vez, o dispositivo teve pouca influência nos resultados.

Entretanto, o calor intenso e com potência ampliada, os bólidos apresentaram mais consumo de combustível e maior desgaste dos pneus. Ricardo Maurício foi um dos pilotos que sentiram a mudança. Na primeira corrida, um furo no pneu tirou o bicampeão da prova. E na segunda, um problema na suspensão foi o motivo da volta do piloto para o box. “O carro estava muito bom e cheguei a ficar em segundo lugar na primeira prova, mas, infelizmente, tivemos esse problema. Acontece, é coisa de corrida”, explica.

Agora, a equipe Eurofarma segue para a grande final, em Interlagos. A disputa pelo título ficou entre Daniel Serra e Thiago Camilo e promete ser eletrizante. O piloto da Eurofarma abriu 19 pontos de vantagem, mas, a última etapa vale 60 pontos, o que deixa tudo em aberto até lá. “Sou contra os pontos dobrados na última etapa, mas, o regulamento é esse e é igual para todo mundo. Vamos em frente”, conclui.