Guga Lima destaca bom ritmo na abertura da temporada 2016 com nova equipe

Apesar de revés na abertura da temporada, brasiliense fez balanço positivo sobre o trabalho com a equipe TMG Racing, ressaltou boa classificação e está animado para continuação do campeonato

A temporada 2016 da Stock Car teve início no Autódromo Internacional de Curitiba e já se encaminha para a segunda etapa, no dia 10 de abril no Velopark. Para Guga Lima, a primeira etapa de seu segundo ano na categoria foi cheia de novidades, correndo pela primeira vez pela equipe AMG - que a partir de agora se chama TMG Racing -, e também por fazer sua primeira participação na Corrida de Duplas - uma prova com formato diferenciado, onde os pilotos titulares dividiram a condução de seus carros com pilotos convidados. Mais jovem piloto do grid, o brasiliense fez um balanço positivo do começo do campeonato.

Guga chamou Tuka Rocha, que tem grande experiência na categoria, para ser seu parceiro neste desafio. A dupla conseguiu superar uma grande adversidade na sexta-feira, quando no treino exclusivo para os convidados, Tuka escapou numa poça de óleo derramada por outro carro, e bateu forte, não podendo mais voltar à pista no dia. Mesmo com o tempo de treinos reduzido, Guga Lima fez uma classificação bem competitiva no sábado, mostrando já uma boa evolução. Na média de tempos de sua volta com a volta de Tuka, a dupla garantiu a 20ª posição no grid de largada entre os 32 carros.

Na corrida, Guga Lima fez uma boa largada, apesar de ter recebido alguns contatos que danificaram seu carro, e seguiu na briga por um lugar no top-15. Porém, desde então, o carro #9 começou a apresentar problemas no câmbio, e assim Guga perdeu algumas posições. Pouco depois de Tuka Rocha assumir o volante, no meio da corrida, a dupla teve de recolher o carro aos boxes e não conseguiu completar a prova. Apesar disso, Lima se mostrou animado com o desempenho na nova equipe, e confiante para o restante da temporada.

"No geral, foi uma etapa muito boa! Apesar do imprevisto na corrida, nosso carro estava muito competitivo em todas as sessões, e isso é bem animador para o restante do ano. A equipe fez um grande trabalho, especialmente na recuperação do carro após o acidente na sexta-feira, e foi bem legal trabalhar com o Tuka Rocha, pois pudemos trocar informações e opiniões sobre o carro, e assim evoluir cada vez mais. O campeonato é muito longo, e vamos trabalhar bastante para estarmos ainda mais fortes no Velopark."