Etapa

HERO Push ajuda pilotos na Argentina

Barrichello, o mais votado na eleição, venceu segunda corrida em Buenos Aires, enquanto Thiago Camilo reduziu a diferença para o líder Daniel Serra

Depois de dez anos a Stock Car voltou à Argentina em grande estilo para realizar a nona etapa da temporada 2017 da categoria. Na rodada dupla disputada no Autódromo Juan y Oscar Gálvez, em Buenos Aires, Felipe Fraga e Rubens Barrichello brilharam na pista e foram os grandes vencedores. Rubinho contou com uma ajuda extra da torcida para conquistar sua vitória na segunda prova.

O piloto foi o mais votado na eleição do HERO Push e recebeu 19,2% das indicações do público. Bia Figueiredo ficou em segundo, com 12,5% dos votos, mas não pode usufruir do “presente” dado por sua torcida após ter problemas no carro na primeira corrida. Já Thiago Camilo, o terceiro premiado com 9,9% dos votos, usou o recurso para chegar na 10ª colocação na corrida, depois da 2ª colocação na prova anterior, somando 31 pontos na etapa e reduzindo para cinco pontos a diferença na classificação para o líder do campeonato, Daniel Serra.

A votação para a etapa no autódromo de Tarumã, em Viamão (RS), no dia 22 de outubro, será iniciada no domingo anterior à corrida, no dia 15, a partir das 08h. Átila Abreu, Felipe Fraga e Lucas Foresti, inelegíveis na etapa argentina, poderão ser votados novamente. Já Rubens Barrichello, Bia Figueiredo e Thiago Camilo não podem receber votos na eleição do HERO Push para a próxima prova no Rio Grande do Sul

Para votar nos seus pilotos favoritos basta acessar o site oficial www.heropush.com.br, logar com o Facebook e escolher três pilotos. Para o voto ser confirmado, é preciso aguardar o carregamento do botão segurando o clique sobre o logo do HERO Push. A eleição se inicia sempre no domingo anterior ao da corrida.

Confira o resultado da votação do HERO Push na Argentina:

1º Rubens Barrichello - 19,6%
2º Bia Figueiredo - 12,5%
3º Thiago Camilo - 9,9%
4º Cacá Bueno - 5,7%
5º Gabriel Casagrande - 4,7%
6º Daniel Serra - 4,4%
7º Marcos Gomes - 3,8%
8º Allam Khodair - 3,5%
9º Ricardo Zonta -3,4%
10º Max Wilson - 2,9%
11º Ricardo Maurício - 2,6%
12º Tuka Rocha - 2,6%
13º Denis Navarro - 2,2%
14º Guilherme Salas - 2,0%
15º Sérgio Jimenez - 1,9%
16º Julio Campos - 1,8%
17º Vitor Genz - 1,8%
18º Valdeno Brito - 1,8%
19º Diego Nunes - 1,7%
20º Cesar Ramos - 1,6%
21º Antonio Pizzonia - 1,5%
22º Betinho Valério - 1,4%
23º Galid Osman - 1,4%
24º Marcio Campos - 1,4%
25º Rafael Suzuki - 1,2%
26º Guga Lima- 1,1%
27º Felipe Lapenna - 0,5%