Pilotos

Hot Car espera repetir bom retrospecto

Nas três corridas realizadas na pista argentina na história da categoria, time de Amadeu Rodrigues tem um pódio e um quinto lugar

A nona etapa da temporada 2017 da Stock Car será muito especial. Depois de 10 anos, a principal categoria do automobilismo nacional estará de volta ao Autódromo Oscar e Juan Galvez, em Buenos Aires, na Argentina.

Os treinos para a rodada dupla começam na sexta-feira (dia 29). No sábado (30), acontecerá o treino classificatório e, no domingo (1o), as provas terão suas largadas às 14h00 e 15h10. O traçado usado será o mesmo de 2007, o misto de 3.353 metros.

A pista traz boas recordações para a equipe Hot Car Competições (Bardahl). Das três corridas realizadas no circuito portenho, a equipe foi ao pódio em 2007 com Popó Bueno e conquistou um quinto lugar com Wagner Ebrahim em 2005. Motivos que animam ainda mais a dupla Sérgio Jimenez e Guga Lima, que vai correr pela primeira vez de Stock Car fora do Brasil.

Jimenez, que vem embalado por bons resultados nas duas últimas etapas, já realizou um teste no circuito com a TC2000, o forte campeonato de turismo carretera da Argentina. Além disso, o local guarda um dos melhores momentos de sua carreira no kart.

“A Argentina me traz boas recordações. Em 2002, ganhei o Campeonato Pan-americano de Kart com recorde da pista, no kartódromo que fica bem ao lado do autódromo. Foi um final de semana memorável, com muitos karts e consegui dominar”, lembrou o piloto do Stock Car #73.

“Também já testei na pista de Buenos Aires com um TC2000 há uns cinco anos mais ou menos e já trabalhei como coach nesta pista, quando a Porsche correu lá. Além disso, tenho treinado bastante no simulador, para chegar mais preparado ainda. Espero que nosso carro já chegue com uma boa performance, para continuarmos evoluindo em termos de resultado”, completou o piloto de Piedade, no interior de São Paulo.

Piloto mais jovem da Stock Car, com 21 anos, Guga Lima ainda era uma criança quando a Stock correu pela última vez em Buenos Aires.

“Vai ser a primeira vez que vou correr de Stock Car fora do Brasil e nunca estive na pista da Argentina. Já assisti a vários vídeos da pista, achei bem legal e é o estilo que eu gosto, rápida, com chicane rápida. Também fiz bastante teste com o simulador e decorei bem o traçado. Vamos tentar fazer uma estreia boa fora do Brasil, batalhar bastante para tentar andar mais na frente e buscar uma recuperação no campeonato”, disse o piloto de Brasília, que também conhece pouco da capital argentina.

“Só fui para a Argentina para jogar basquete com a escola, quando era pequeno, acho que tinha uns 12 anos. Mas só passamos por Buenos Aires, porque o campeonato era em Córdoba. Eram umas 12 equipes e ficamos em terceiro lugar”, lembrou.

Promessa e Fim do Bigode

Buenos Aires também é inesquecível para o chefe Amadeu Rodrigues por outro motivo. Foi em 2007, que ele tirou de vez o bigode que o acompanhava há anos. “Falei para o Popó que se ele fosse para o pódio em tiraria o bigode. E cumpri ali mesmo, no pódio! Foi muito engraçado. Tinha gente com tesoura, depois apareceu um aparelho de barbear. Valeu muito a pena e, desde então, nunca mais voltei a ter bigode”, contou Rodrigues.

“De três corridas lá, andamos muito bem em duas e isso nos deixa motivados. Temos conseguido bons resultados nas últimas provas e estamos muito animados para essa etapa. É um esforço enorme de todos para correr fora do Brasil, mas é muito orgulho poder levar a nossa categoria para outros países. Vai ser outro final de semana especial”, finalizou o chefe da equipe.